aplicação terapia de onda de choque

As dores crônicas nas articulações do joelho, tornozelo, ombro, cotovelo e pé são inicialmente tratadas pelo ortopedista com a fisioterapia. Alguns casos evoluem para a cirurgia, porém um método novo e inovador é uma alternativa para evitar cirurgias. Trata-se da terapia por ondas de choque que é indicada quando os pacientes não melhoram com os tratamentos habituais.

Este método já é realizado e consagrado na medicina (urologia) através da Litotripsia (quebra de cálculos renais) e agora adaptado para atuar na região músculo esquelético (ortopedia).

Em minha clínica, fomos o primeiro do Vale do Paraíba a realizar este moderno tratamento. Desde o início de 2015, quando iniciamos esta prática já foram muitos pacientes beneficiados e com resultados satisfatórios.

A onda de choque é uma onda acústica que penetra no tecido lesado liberando fatores de crescimento tecidual e estimulando o crescimento da microcirculação local. Este aumento provoca a regeneração e cura natural do processo inflamatório crônico dos músculos, tendões e ligamentos.

Dependendo do caso, são necessárias de 3 a 5 sessões, com intervalo de 1 a 2 semanas e com um prazo de 2 meses para a resposta completa ao tratamento.

Em grandes centros e em grandes clubes a terapia por ondas de choque é uma prática muito realizada e consagrada. Permite ao atleta de alto rendimento uma melhora da dor, a cura e o retorno rápido as atividades. É comprovado que apresenta 80% de bons resultados.

  •  As principais patologias indicadas são:
  • Esporão de calcâneo;
  • Fascite plantar;
  • Dor no tendão de Aquiles;
  • Tendinites;
  • Epicondilites;
  • Bursites;
  • Dores musculares crônicas;
  • Falhas nas consolidação de fraturas.

 

terapia de onda de choque

 

Fonte: Imagens (Google)